Foi assim que tudo começou... 

De dentro do coração nasce o Projeto LIA - Lazer, Inclusão e Acessibilidade.

Mães de diferentes cidades se unem, pois tem um sonho em comum: ver seus filhos brincando com as outras crianças.

O projeto nasceu em 2012, em Curitiba-PR, através da sensibilidade de Shirley Ordônio e está se difundindo, juntando-se a corações de outras cidades, com pessoas engajadas que tornam-se protagonistas na construção de uma sociedade mais inclusiva a partir do lazer.


O sorriso!


Imaginem uma mãe de um menino e duas meninas, uma delas com deficiência motora, decorrente de uma paralisia cerebral. Essa mãe em um dia ensolarado leva todos os filhos a um parquinho público, onde ela pode observar dois deles se divertindo e sua filha com deficiência presa à cadeira de rodas apenas assistindo, impedida por barreiras arquitetônicas de acessibilidade de participar da interação com seus irmãos e as outras crianças.

 

“Isso não precisa ser assim”. Essa mãe logo deu seu jeitinho e adaptou com os recursos que tinha um balanço pra sua filha também poder brincar. O resultado foi o maior sorriso do mundo! Esse sorriso trouxe uma ideia: transformar todos os parques públicos para que todas as crianças com alguma deficiência também possam brincar!
O mais legal é que essa mãe encontrou outra mãe que já tinha tido esse sonho. Shirley Ordônio e Marina Barone se juntaram pra tornar esse sonho realidade, a partir deste momento o Projeto LIA começou a se multiplicar por várias cidades do país!

As crianças com deficiência tem necessidades específicas e os brinquedos existentes nos parques públicos hoje não são preparados para atendê-las.
As crianças com mobilidade reduzida e/ou com alterações sensoriais e intelectuais precisam de brinquedos seguros, que tenham estrutura e travas para sustentar a cadeira de rodas, brinquedos que ampliem as experiências motoras, cognitivas e sensoriais, que gerem sensações prazerosas que favoreçam a melhora da autoestima.

Não podemos mais esperar tanto! A infância é agora!